Bicicleta é tudo de bom

Dia das Mães na Mobike

Conheça Ana Paula Fediczko, nossa super mãe em 2 rodas

por Jaqueline Santos 

Nós, da Mobike, estamos sempre em busca de pessoas que partilham da nossa filosofia, que é  melhorar qualidade de vida por meio de ações que preservem o meio ambiente, a saúde  e a mobilidade urbana. Por isso, neste Dia das Mães,  resolvemos homenagear as mães que pedalam. 

Ana Paula Fediczko, 36 anos e secretária, é a prova perfeita de que é possível utilizar a bicicleta como meio de transporte. Ana nos contou que sempre usou a bicicleta para se locomover pela cidade. "Moro em São Paulo desde 2001 e parei de usar a bicicleta quando minha primeira filha nasceu. Passei a pedalar só aos domingos no Minhocão. No ano passado, voltei a usar a "magrela" diariamente como meio de transporte", explica.

15403603_10211397254507452_3891047237502426267_o Ana utiliza a bicicleta para levar as crianças à escola (são dois colégios diferentes) todos os dias pela manhã, para ir ao trabalho, ao mercado, para passear próximo à sua residência e para ir ao clube que frequenta ou ao Parque do Ibirapuera. De acordo com a ciclista, incluir a bicicleta na rotina das suas filhas, Sofia, de 5 anos, e  Catarina, de 2 anos,  faz com que elas enxerguem a cidade de outra perspectiva, mais inclusiva. "Tem dias que eu as acordo para ir à escola e falo 'vamos de carro ou táxi'. Elas sempre reclamam. Querem ir de bicicleta".

"Recentemente fomos ao aniversário de um amigo de carro, porque era à noite, em Pinheiros, e já tínhamos feito bastante coisa naquele dia. Na volta, quando entramos no carro, minha filha mais velha disse que estava pensando e decidiu não ter um carro quando ela crescesse. Ela afirmou que sabia que a bicicleta era melhor, porque não precisava procurar lugar pra estacionar... Completou dizendo que quando precisasse usaria Uber ou táxi ou, ainda, pediria o carro do papai emprestado! Achei tão bonito uma criança tão pequena dizer isso!"

Questionamos Ana sobre o que falta hoje para o ciclista em São Paulo. E ela, adepta desse meio de transporte considerado hoje alternativo, afirmou que é necessário investir em ciclos interligados por toda a cidade. Ana mora em uma região (bairro Paraíso) com bastante oferta de ciclofaixas e ciclovias, porém esta não é a realidade de toda a cidade.

13719599_10210031428002643_6605947224351094161_oAlém disso, Ana conta que para fazer da bicicleta um meio de transporte, o segredo é começar. "Falo por mim. Tem dias em que acordo desanimada e sem vontade de sair da cama, mas já na primeira quadra que faço de bicicleta sinto minha energia aumentando. Andar de bicicleta é tudo de bom. A economia com transporte, o bem para a saúde e a fuga do trânsito são apenas alguns dos benefícios", afirma Ana.

De acordo com a mãe ciclista, a bicicleta é um agente transformador, não só do indivíduo, mas de toda a sociedade. Ana explica, ainda, que existem estudos que comprovam que o uso da bicicleta diminui a violência no trânsito, melhora a qualidade do ar e diminui os custos com saúde do Estado.

Finalizando a entrevista, perguntamos para Ana se mais alguém utiliza bicicleta como meio de transporte na sua família e ela nos informou que como meio de transporte não. Somente ela e suas filhas são livres.

18198427_10211215445774906_2918664620550124919_n

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *